fotos

fotos
nossas

Seguidores

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Entrevista da globo falando sobre as baladas ate sobre swing

Este é o link da reportagem.

Olha eu gostei muito da entrevista por alguns aspectos, sabe todos q foram entrevistados eram casais reais, isto a caba com a idéia de só ter alguns casais e um monte de homem para comer a mulher dos caras q não dão conta, e gostei muito quando todos falaram o tempo de casados, isto tbm acaba com a idéia q só tem casal novo no meio, sendo q o swing já existe há bastante tempo, eu gostei da forma q o casal conduziu a entrevista, quando a mulher pede para repórter desligar luz pq o pessoal estava com vergonha da luz não da câmera, gostei quando casal disse q ele era um engenheiro, e ela uma professora, a caba com isto q nos do swing somos pessoas desocupada, q somos fanáticos só por sexo, e q no nosso meio tem de todo tipo e classe, como taxista, cabeleireiro e outra profissões, e a questão do sexo é lógico q todo mundo quer falar, pq para a sociedade este é um mundo diferente é mais fácil aqui na sociedade aceitar um casal q o parceiro trai o outro do aceitar um parceiro q é cúmplice um do outro, e q adora curti a vida, pois o swing ainda é um lugar com pouco preconceito entre as pessoas, mas já foi bem melhor no passado neste aspecto, sabe eu vejo q o povo do rio de janeiro vai aceitar melhor o swing do q o povo aqui de Sampa, pois la o swing não é tão comercial quanto aqui, as pessoas la não estão tão preocupadas com glamour ou o q vão falar de mim quanto aqui em Sampa, q tem uma maioria q insistem em manter o swing, como glamour, pregar q o importante é a blz não às pessoas, e com isto se cria uma nova geração q esta entrando no meio do swing aqui em Sampa com muito preconceito de idade, de classe social e outras coisas.
Sabe eu vejo q o swing aqui em Sampa esta perdendo a essência nas casas de swing, e cada vez mais quem curte swing mesmo como amizade, casais reais estão procurando as festas fechadas feitas por casal para casais é triste isto, pq hoje nas casas de swing, vc não vê mais as mulheres vestidas para matar as mulheres com aqueles micros vestidos com segundas intenções, sabe perdeu charme de se vestir bem de ser provocante, hoje vc quase não vê mais mulheres casadas subindo no balcão das casas, hoje o q se vê muito nas casas de swing são mulheres q acabam de sair do serviço e vão para as casas com a mesma roupa, ou então quando se vê uma mulher vestida para matar, são taxadas de GPS, hoje a grande maioria das mulheres q vão à casa de swing não se vestem como antes, se vestem como se estivessem indo para uma festa qualquer, era muito legal na época q eu comecei a freqüentar swing q a grande maioria das mulheres compravam roupas em sexshop para ir numa casa de swing, hoje vc vê coisas em casa de swing chatas, tipo se uma mulher tirar a roupa tem aqueles comentários a vc esta vendo ela tem estria celulite, a fulana esta gorda estas coisas, coisa q antes acontecia mas não como hoje, q chega a inibir os casais de se exibir ou provocar, hoje é raro vc ir numa casa de swing aonde vc vê uma mulher comum fazer um striper numa pista de dança, bem aproveitei para falar da reportagem e tbm falar os meus pensamentos.


Vejam nossas fotos este é link.

3 comentários:

  1. Eu particulamente não gostei da reportagem!
    Achei que eles mostraram um lugar sujo, apertado e com casais que vivem à margem da sociedade.
    Concordo quando você diz que as casas de swing perderam o charme e que as festinhas privê estão bem mais interessantes, porém as que frequentamos não são em lugares apertados e degradantes como eles mostraram na reportagem. Existem festinhas e festonas que são em lugares bem bonitos e que demonstram higiene.
    Atualmente o maior desáfio do swing é "filtrar" os casais que realmente curtem uma diversão colorida com muita amizade dos casais que só cultuam o corpo ou que o marido quer se excitar para ter tesão na esposa. Outro desafio é ter opções legais, onde não tenha um colchão velho que já foi usado por dezenas de casais.

    ResponderExcluir
  2. Gostamos muito do texto e concordamos com vocês. As imagens parecem ser do Barbacantes, fomos uma vez e achamos apertado e não muito higienico (nota-se pelo papel toalha no chão da reportagem), em compensação fomos outras vezes no CasaBlanca e percebemos bem a diferença....

    Infelizmente não tivemos a sorte de sermos convidados a uma festinha particular....

    Beijos ao casal...

    Namorados Felizes - Agora Noivos Felizes
    namoradosfelizes@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Porra quer dizer q pela entrevista deu para ver o papel toalha caído no chão, me diz qual era a marca rssssssssssssss, é só o q eu tenho para perguntar, me fala qual o corredor em uma casa de swing q seja bem aberto para não ser chamado de corredor, nem o do casa blanca q eu fui na quinta feira e falo q é a casa mais confortável do meio swing, não deixa de ser apertado, pq se não como haveria algum tipo de interação entre as pessoas?? Sabe realmente vcs não queriam prestar atenção no q os casais falaram sobre swing, o importante para vcs não são as pessoas, e é devido a isto q o swing virou esta guerra boba entre grupos de swing, e pessoas se achando melhores q as outras, não pq são melhores como pessoas e sim pq acham q são melhores, e assim continua o mundo do swing, no qual para alguns é melhor viver falando mal do q melhorar o swing, pessoas q acham q o swing é mais status do q prazer, eu vou no casa blanca e adoro pq la tem pessoas legais, mas como em todo lugar tem pessoas chatas q no lugar de se enturmar é melhor fala mal das pessoas, e q continuem assim, pq sempre serão vaquinhas de presépio q tem q seguir alguém, de preferência alguém q tem q falar mal das pessoas, eu prefiro fazer amigos seja no casa blanca no bar bacantes ou num boteco, pq para mim mais importante q o lugar são as pessoas q estão lugar.
    Beijos Sr. fanfarrão

    ResponderExcluir